quarta-feira, novembro 23, 2005

Beijo

Ele me deu um beijo na boca e me disse:
A vida é oca como uma touca
de um bebê sem cabeça
E eu ri à beça
e ele: como a toca de raposa bêbada
e eu disse: chega da sua conversa
de poça sem fundo
eu sei que o mundo
é um fluxo sem leito
e é só no oco do seu peito
que corre um rio...

CVMM

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

CVMM (Caetano Veloso Mala mas Massa)

8:50 PM  
Anonymous catatau said...

Oi!

Li o texto sobre a natureza naturans, e tinha algo a opinar. Sugestão: abra os comentários a todos os posts!

Gostei muito desse blog, acho que há ressonâncias com o meu. Sobre Bey, acho que o 'xamanismo' não se trata propriamente das religiões que Bey menciona, mas sim sobre as próprias potências que essas religiões agenciam, alterando as relações ordinárias. Não um retorno (necessário) a essas religiões, mas o agenciamento de suas potencialidades. Obviamente, o interessante é que Bey não descarta esses tipos de reunião. Suas próprias possibilidades já fazem com que TAZ possam ser criadas...

11:04 AM  

Postar um comentário

<< Home